Opinião de Fiacha

Confesso que a minha curiosidade por ler este livro muito se deveu a ser escrito pelo  Editor da Coleção BANG!, pois foi graças à sua coragem que se publicou entre nós escritores como Scott Lynch, George Martin, Robin Hobb, Dan Simmons, Frank Herbert, entre muitos outros, que me fizeram ter intermináveis horas de leitura, conhecendo universos e personagens que jamais esquecerei.  Aquilo que mais me apetece dizer já é para quando o segundo volume? Que seja o primeiro de muitos volumes, pois são estes livros que me fazem ser admirador da Coleção BANG!.

Tem tudo o que gosto nos livros, uma escrita diferenciada, de qualidade, que distingue os bons escritores, personagens que nos cativam e acredito muito que Benjamim Tormenta, o bruxo do oculto, irá ser um personagem muito marcante e por ultimo um enredo passado numa Lisboa do Seculo XIX onde se cria um ambiente de muitos mistérios.

Pessoalmente considero que a fantasia abre uma vasta variedade de oportunidades à criatividade, mas gosto muito que seja bem utilizada, que seja feito com coerência e um bom exemplo disso é o demónio que habita a mente do nosso personagem, preso pela magia de muitas tatuagens, além de ser muito bem desenvolvido, de ser uma tremenda mais valia para todo o enredo, permite-nos sonhar, ansiar por ver como irá no futuro ser desenvolvida e que segredos tenebrosos pode trazer para todo o enredo, para já sabemos que pretende se libertar da mente do nosso protagonista e não só destruir Portugal mas como o mundo.

Por outro lado, é com prazer que vejo um escritor nacional com tanta qualidade, que escreva sobre segredos e mistérios que ocorrem em Portugal, em especial na misteriosa Lisboa, que o protagonista seja Português e mesmo que a ação possa mudar de local não me choca nada, pelo contrário, até abrirá a porta a muitos outros enigmas.

Adorei todo o ambiente criado, muito mistério, muito oculto, fantasia, alguns momentos de terror, negros mesmo, às tantas nem se percebe bem que género literário estamos a ler. Repleto de jogos políticos do qual sou admirador, em especial no último conto, seres repugnantes, até tive o prazer de ver algo que gosto muito nos livros: venenos e todos os seus encantos.

Penso já ter dado a entender que Benjamim Tormenta tem tudo para se tornar um grande personagem, já li muitos que são famosos como o Elfo Negro, Elric, Conan, Geralt, entre outros, e digo muito sinceramente que Tormenta não fica atrás de nenhum deles. Mas há muitas outras personagens cativantes e marcantes, até Ramanujan, o criado de Tormenta, o é e acredito que no futuro ainda ouviremos falar e muito de madame Wei, a líder da Irmandade da Serpente Verde.

Finalizo, que isto já vai longo, referindo que gostei praticamente de todos os contos e “Se o Deus das Moscas tem Fome” foi interessante, o que dizer do último conto “O Sangue que os Velhos Bebem”, bem um espetáculo mesmo.

Mas nisto nada como comprarem e lerem por si, meus amigos vale muito a pena.

—Fiacha, blogue As Leituras do Fiacha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: